sex | 30 de outubro de 2020

19 3407 . 1050

Acompanhe-nos:

Notícias

Sinditec defende em Brasília medidas para o desenvolvimento produtivo

Em reunião da Frente Parlamentar Mista “José Alencar” para o Desenvolvimento da Indústria Têxtil e Confecção, quarta-feira (11/02), em Brasília, foram discutidas diversas medidas de interesse para o setor. O Sinditec foi parceiro na organização do evento, junto com Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil) e Sinditêxtil-SP, e esteve representado pelo presidente Leonardo José de Sant’Ana e pelo diretor Paulo Sergio Correa Duarte.

No encontro, o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, reafirmou que o governo federal vai propor: o fim da obrigatoriedade da apresentação do Bloco K (na próxima reunião do Conselho Nacional de Política Fazendária – Confaz); medidas para uma redução substancial do Custo Brasil; criar medidas para o aumento da produtividade e reindustrialização do país, como a Reforma Tributária.

Os parlamentares presentes se comprometeram em apoiar todas essas medidas e aguardam somente a apresentação por parte do governo para trabalharem na aprovação. O deputado federal Vanderlei Macris reafirmou seu compromisso com o fortalecimento e o crescimento das indústrias têxteis brasileiras e se colocou à disposição do Sinditec para encaminhamento das demandas do setor, sendo um elo importante entre nossa região, o Congresso Nacional e o governo.

“A Abit vem fazendo um trabalho excelente junto aos deputados, senadores e o governo para que tenhamos uma indústria têxtil e de confecção cada vez mais representativa, produtiva e competitiva no cenário nacional e mundial. É o momento de aproveitarmos este movimento e trabalharmos para o aumento da produtividade e competitividade da indústria têxtil do nosso país”, destacou o presidente Leonardo Sant’Ana.

O diretor Paulo Correa também ressaltou a importância do trabalho da Frente Parlamentar em Brasília na busca de soluções para as prioridades do setor e a necessidade de uma maior participação de empresários têxteis, especialmente de São Paulo, nesses eventos e outras ações, mostrando ao governo a força desse segmento no Brasil.

O presidente da Abit, Fernando Pimentel, apresentou a agenda prioritária da indústria têxtil e de confecção, destacando que “a reforma tributária é fundamental para destravar o país, para simplificar impostos, desonerar investimentos e exportações”. “Continuaremos nesse trabalho junto ao Congresso Nacional, onde os grandes temas são debatidos e as leis são feitas”.

O presidente da Frente Têxtil, deputado federal Marcos Pereira, defendeu a necessidade de aprovar as reformas tributária e administrativa como meio para alavancar o desenvolvimento produtivo no Brasil e gerar novos empregos.

 
Failed to get data. Error:
The provided ID does not match any albums.
Share on facebook
Compartilhar
Share on twitter
Compartilhar
Share on whatsapp
Compartilhar
Share on email
Email